whatsapp porto bureau

30/09/2021

O que é ESG e como ele tem mudado o mercado

Foram-se os tempos em que ser sustentável significava apenas se preocupar com a natureza. O ESG ganhou espaço entre investidores ao redor do planeta e tem conquistado cada vez mais as marcas interessadas em fazer a diferença. Mas afinal, o que é ESG?

A sigla em inglês significa Environmental, Social and corporate Governance – ou, traduzido para o português, Governança Ambiental, Social e Corporativa – e determina o comprometimento das empresas em ser sustentável nessas três esferas. 

Não é novidade que as empresas precisam ir muito além das metas de vendas se quiserem agregar valor e serem bem sucedidas a longo prazo. O consumidor está mais exigente e a concorrência maior, logo, destacam-se no mercado as empresas que têm um propósito forte e que conseguem se manter fiéis às necessidades e anseios da sociedade. 

Infelizmente, o termo não ganhou força porque o mundo se tornou mais consciente. A sigla foi citada pela primeira vez em 2004, mas só ficou em evidência em 2020, quando Larry Fink, diretor executivo da maior gestora de fundos do mundo, a BlackRock, declarou que a sustentabilidade seria critério para determinar os investimentos da gestora.

Por bem ou por mal, o fato é que as boas práticas de ESG cresceram e a sustentabilidade, para além do investimento, virou também critério de escolha para o consumidor. Hoje, o cliente busca cada vez mais marcas responsáveis e transparentes. Ingredientes naturais e ecologicamente corretos, materiais de fontes renováveis, políticas de inclusão e condições justas de trabalho são alguns exemplos de ESG que estão sempre no radar do consumidor e precisam ser colocados em prática. Adequações como essas exigem tempo e trabalho e, para começar, é necessário que a diretoria da empresa compre a ideia, pois a adequação pode exigir grandes mudanças, como a alteração do propósito e do comportamento da marca. 

Há alguns anos, pensava-se que ser sustentável significava deixar de lucrar e investir em ações sem retorno. Atualmente, sabemos que as práticas de ESG, além de melhorarem a imagem da empresa, são também motivo de grandes investimentos. Mas vale lembrar: esforços desalinhados com os valores da sua marca não passam despercebidos pelos críticos. A mudança de comportamento deve ser genuína e coerente.

E você, tem conseguido aplicar práticas sustentáveis no seu dia-a-dia?

Conta pra gente! Até logo!
Luiza

Fique atualizado:

Gerar valor e transformar a sociedade são essenciais para um futuro de significado.

Carlos Tavarnaro.

Diretor Tavarnaro Consultoria Imobiliária

O trabalho de branding ficou irretocável, motivou e engajou nossos colaboradores. A leveza da comunicação foi aprovada pelos clientes antigos e os novos passaram a se identificar mais com o nosso posicionamento.

Luciano Döll.

CEO InbixVentures

A metodologia ofertada para criar a identidade da marca com todas as suas perspectivas permitiu que, além da marca, nós mesmos nos identificássemos como negócio. Sabíamos que não havia chance de erro e que se houvessem ajustes seriam de sintonia fina.

Miguel Sanches Neto.

Reitor UEPG

O fundamental para o projeto de branding era unificar as duas marcas que a instituição utilizava e comunicar um modelo mais moderno de administrar. O processo de desenvolvimento foi longo e precisou de amadurecimento, porém a adesão instantânea à ela mostrou que ele foi muito exitoso.